24 de março de 2018

ARTISTA NO DIVÃ: Gabi Sampaio fala sobre ministério e a importância de exercê-lo com excelência

Gabi Sampaio fala sobre a importância de exercer o ministério com excelência (Divulgação)
No último dia 12 de março (segunda-feira), a cantora Gabi Sampaio esteve na sede da Sony Music, no Rio de Janeiro, para finalmente deixar sua assinatura na famosa guitarra Havens. Aproveitando a oportunidade, o Gospel no Divã e outros veículos participaram de uma coletiva de imprensa e bateram um papo aberto com a cantora e seu esposo Pedro Martins, que também é integrante da banda dela. “As expectativas são de muitos sonhos e projetos. Essa parceria (com a Sony) veio para somar e para darmos passos maiores do que eu conseguiria sozinha”, revela a cantora.

Os primeiros frutos da parceira são evidentes. Após o sucesso de Lindo És, uma das músicas mais executadas nas igrejas do país em 2017 – que faz parte do EP ELE – Gabi Sampaio anunciou novos projetos previstos até o começo de abril. “Vamos lançar uma música no final do mês ou começo de abril que ser chamará ‘Tu és o Rei’. A gente quer que os singles sempre saiam com registros audiovisuais com locações diferentes. Antigamente se fazia um CD e um DVD desse álbum todo com a mesma cara. Hoje não dá mais. Faremos uma live com direção do Wanderley ‘Panda’. A gente se entende bem, combina mais com o nosso estilo worship. Porém, como o vídeo ainda não foi gravado, não temos a data definida”, anuncia Gabi.

Quando questionada sobre a recepção de seu estilo musical, Gabi foi categórica ao afirmar que as portas estão se abrindo cada vez mais e Pedro Martins completou alegando que o worship na vida de sua esposa é uma verdade e não apenas um estilo de sucesso a ser seguido. “Lá no começo a gente traçou missão, visão e valores do ministério dela e isso é bom, pois cria uma identidade. Então, as pessoas sabem que não vão encontrar algo diferente do que elas conhecem. Tem que valorizar a música do país sim, mas a Gabi estudou lá fora, cresceu ouvindo música de fora então essa é uma verdade dela”, comenta Pedro.


Filha de pastores e sobrinhas de líderes do louvor, Gabi Sampaio começou no ministério de louvor da igreja de seus pais aos 13 anos. Em 2012, gravou seu primeiro trabalho e, em 2013, foi estudar na International House of Prayer (IHOP), em Kansas City, nos EUA. “Desde pequena sempre gostei de compor e de cantar. Sempre soube que Deus iria me usar principalmente através da música. Para ter uma ideia, minha brincadeira quando criança era fazer culto e colocava todos os ursinhos para aceitarem a Jesus no final (risos)”, relembra a cantora

“Deus dá promessa para todo mundo: ‘Deus vai te levar pelas nações Deus vai te dar músicas e etc’. Eu acredito em tudo isso, não sou cético, mas acredito também na parte humana do negócio. A pessoa recebe a promessa e não faz uma aula de canto, não escreve uma música, ou seja, não se capacita, mas está lá esperando a promessa”, indaga Pedro, que ainda acrescenta. “Se você olhar na Bíblia, Deus deu promessas, mas as pessoas colocaram a mão na massa para que se cumprisse. A gente tem vários amigos que Deus deu as mesmas promessas que deu para a Gabi e estão por aí. Em Hebreus fala que tem pessoas que vão ver as promessas, outras não e outras que vão ver à distância através de filhos e gerações”.

Grande entusiasta do ministério de Gabi Sampaio, o então amigo/namorado na época, Pedro praticamente obrigou, a agora esposa, a se lançar de vez na carreira musical. “Eu disse: ‘Seu ministério é mais importante que o nosso namoro. Não somos casados. Namoro se termina (risos)’. O primeiro produtor dela fui eu quem trouxe e ela não queria. Certa vez a gente quase terminou porque conseguimos um espaço para ela cantar em uma TV em Belo Horizonte e ela não queria ir”, lembra Pedro.

“Se capacitar, ter pessoas ao seu lado que vão fazer você chegar lá, isso forma o todo. Não dá para você alcançar a promessa, andando com pessoas que não pensam igual a você”, confirma a cantora, que finalizou a entrevista enfatizando a importância de se fazer um trabalho de excelência e como o cenário gospel no Brasil, em termos de profissionalismo, está anos atrás do que o cenário internacional e principalmente do cenário secular. Contudo o casal destacou que, ao menos, o ministério Gabi Sampaio preza pela excelência em todas áreas.

“Estamos atrasados porque até agora não se pensava nisso. A gente tem missão, visão e valores e muitos não traçam meta de como vão se ver daqui a cinco anos. Se você analisar a parábola dos talentos, o senhor só chama os servos para o gozo depois que os talentos são frutificados. Deus deu um talento para cada um e cabe a nós fazê-lo crescer, melhorar. Como Davi disse nos Salmos, o zelo pela casa do Senhor tem que nos consumir. A nossa parte é limpar, preparar, abrir o caminho, para que o Espírito Santo venha e faça o trabalho que tem de fazer na vida de cada um”.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, critique, elogie!
Sua opinião é importante para nós
Shalom Adonai



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...