4 de agosto de 2017

Banda Resgate lança single “História” e exibe capa do “CD No Seu Quintal” repleta de referências ao movimento rock

Nesta sexta (04), a banda Resgate lançou o primeiro single do álbum No Seu Quintal chamado História. A música é baseada, biblicamente, no texto de Eclesiastes 12.1, que fala sobre lembrar de Deus nos dias de juventude, tema que não é novidade nas canções da banda, já quem, em 1997, no CD Resgate, a música Antes abordava o mesmo assunto. Contudo, História também aborda como ensinamentos e valores são passados dos pais, cada um a sua maneira, para os filhos e a arrogância própria da juventude.

Como prometido para este trabalho, gravado parte ao vivo no evento Música e Prosa, em Goiânia, e parte no estúdio, a música é um eletroacústico e traz a pegada setentista da banda formada por Zé Bruno, Jorge Bruno, Marcelo Bassa e Hamilton Gomes. 

Porém, o que mais chamou a atenção nesse lançamento é a capa do disco e, diga-se de passagem, que capa. Antes de nos aprofundarmos nessa questão, vale ressaltar que no histórico da banda nunca houve um design gráfico que chegasse perto dessa arte psicodélica. Não que o Resgate não tenha produzido boas idéias como nos CDs Até eu Envelhecer – Ao Vivo, Pretérito Imperfeito Mais que Perfeito ou Ainda não é Último, mas a capa de No Seu Quintal é um show de referências.


Vamos começar pela fonte: a tipografia (hippie Style) é uma referência quase uma homenagem a Woodstock. Artistas como Janis Joplin e Jimmy Hendrix tiveram suas imagens ligadas ao estilo de grafia, mais precisamente com álbuns remasterizados e coletâneas. Vale destacar também o disco Rubber Soul (1965) dos The Beatles. Os garotos de Liverpool, aliás, são referência à sonoridade da banda.


As cores da capa de No Seu Quintal também remetem muito à cultura hippie. Os icônicos Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967), dos Beatles, e Full Circle (1972), do The Doors, se somam a Balacobaco (2003) de Rita Lee, e Caetano Veloso, disco solo de estreia do cantor baiano em 1968, como álbuns que podemos citar como referências diretas.


As cores vibrantes e a estética psicodélica ganham reforço do espelhamento. Dentre outras referências, os discos Duets (1993), de Elton John, A Head Full Dreams (2015), do ColdPlay, e Eu sou livre (2007), do PG, trazem este recurso. Vale aqui citar, também, o clipe Razões e Emoções (2006), do NX Zero.


O último conceito encontrado nessa capa são os objetos dispostos no contorno. A banda Oasis, em Be Here Now Cover (1997) e Dig out your Soul (2008), e a dupla Hall and Oates, com War Babies (1974), utilizam esse recurso gerando uma desordem caótica, porém ordenada. No caso de No Seu Quintal, as imagens de relógios, trens, máquinas datilográficas, guitarras e fitas k7, representam tempo, viagens, música e histórias e dão conotação de jornada desses mais de 25 anos de banda.


0 comentários:

Postar um comentário

Comente, critique, elogie!
Sua opinião é importante para nós
Shalom Adonai



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...