17 de setembro de 2013

Universal Music aposta no segmento gospel


Antes restrita aos templos religiosos, a música evangélica brasileira se profissionalizou e despertou o interesse em grandes gravadoras. Depois da entrada da Sony Music (2010) e da Som Livre (2011), agora é a vez de mais uma gigante do mercado apostar nesse segmento. Fundada em 1934 e detentora de grandes nomes como Lady Gaga, Jessie J, Black Eyed Peas, Caetano Veloso, Ivete Sangalo e Maria Rita, a Universal Music acaba de entrar no segmento musical cristão por meio de uma parceria com a recém-lançada Um Entretenimento que vai promover cantores e cantoras religiosos, dando todo apoio de gestão de carreira, marketing (inclusive digital), agendamento de shows e relações públicas a esses artistas. Além disso, funcionará como um departamento de A&R (Artístico e Repertório) e de marketing cristão da Universal, apoiando a produção, a distribuição e a venda de produtos físicos e digitais desses artistas no Brasil e no mundo.

A Um Entretenimento nasceu de uma parceria entre dois grandes profissionais reconhecidos: Leo Ganem, ex-CEO da Geo Eventos e da Som Livre, e Emilio Magnago, ex-diretor comercial da Som Livre. Com sede no Rio de Janeiro e planos de abrir unidades em São Paulo e em Belo Horizonte até meados de 2014, a empresa tem previsão de faturar R$ 10 milhões em seu primeiro ano – excluindo o faturamento da Universal com a venda de CDs, DVDs e faixas digitais.

Leo Ganem, José Eboli e Emilio Magnago vão tocar o projeto gospel da Universal Music | Foto: Divulgação

De acordo com José Eboli, presidente da Universal Music no Brasil, “a Universal passa a investir com força em um segmento que cresce mais de 30% ao ano e que já se configura como o segundo mais consumido do país, atrás apenas do sertanejo”.

Através dessa parceria exclusiva com a Universal, a Um Entretenimento vai apoiar a produção, a distribuição e a venda de produtos físicos e digitais desses artistas no Brasil e no mundo. “Vamos trabalhar com bandas, ministérios, pastores, padres e profissionais que usam diversos estilos musicais para transmitir as suas mensagens. A Um Entretenimento vai prover para esses cantores e cantoras todo o apoio de gestão de carreira, marketing (inclusive digital), agendamento de shows e relações públicas”, afirma Ganem.

Segundo Magnago, a agência funcionará como um departamento de A&R (Artístico e Repertório) e de marketing cristão da Universal fazendo a ponte com os artistas e negociando contratos e criando a estratégia de marketing e vendas do casting evangélico e católico. Um artista pode assinar só com a gravadora ou com as duas empresas, utilizando os serviços que melhor lhe convier. “Priorizamos nomes que são do interesse da Universal. Mas se por acaso a gravadora não puder ou não tiver interesse em determinado artista, estamos livres para trabalhá-lo separadamente, somente como agência”, comenta.

Um comentário:

Comente, critique, elogie!
Sua opinião é importante para nós
Shalom Adonai



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...