ESTÊVÃO QUEIROGA

Cantor fala sobre participação em projeto inédito de Adoniran Barbosa

ALINE BARROS

“Acenda a Sua Luz” está entre os 100 álbuns mais ouvidos na Deezer

KARI JOBE

Novo CD da artista chega ao Brasil pela CanZion

LIZ LANNE

Cantora retorna ao mercado com o “CD Confiar”

CÓDIGO DE HONRA

Há cinco anos na estrada, banda grava o “DVD Manifeste-se”

31 de dezembro de 2010

Juventude voltada para Deus

A gravadora Onimusic acaba de lançar o novo álbum do Ministério Referência JovemMais um dia. O grupo já conquistou a galera jovem tanto pela música quanto pelo estilo irreverente de ser, pregando que é possível curtir a juventude em santidade e glorificando o nome de Deus.

Além das 13 faixas que compõe o repertório, o CD traz as participações especiais de André Valadão na canção Milagres e Nívea Soares na canção Te Amo. Formado por Bella, Breno, Lidy, Thá e Vitão, o ministério já trás na bagagem cinco anos de estrada e experiência fazendo uma mistura retro electro rock, brincando com a música eletrônica, passando pelo bom rock and roll. Entre as faixas do álbum destacam-se: Talvez, Essa é a hora, Mais um dia, Seu amor, Ergam suas mãos, Livre, Purifica-me e Outra Balada. Ouça agora a nova roupagem do sucesso Milagres:


Fonte: Dolores Pimenta (Assessoria de Imprensa)

It's Ok!


Matheus Schmitt (compositor, voz e guitarra), Lucas Schmitt (guitarra), Fabiano Coelho (baixo e produção de vídeos), Dudu Stamm (bateria), Bárbara Tortelli (vocal e pianos) e Felipe Schmitt (violão e engenheiro de áudio). Essa galera lá de Santa Catarina forma a banda It’s Ok e acabam de fechar uma parceria com a Onimusic. Com influências do rock britânico, a banda traz arranjos diferentes, choros, efeitos e guitarras distorcidas misturadas a muita adoração.

O álbum It’s Ok – Sou Teu Desejo foi gravado no estúdio R3, em Florianópolis, mixado por Gustavo Soares e masterizado por George Marino (Steerling Sound – NY – USA). O repertório é composto por 13 faixas incluindo a versão do sucesso How great is Our God de Chris Tomlin.


Apesar de ainda não ter previsão de chegada nas lojas, o trabalho promete ser o marco inicial do acordo de distribuição. O propósito maior do ministério em suas canções é despertar essa geração a amar a Deus de todo o coração. Além de uma adoração intensa e boa música, a banda desperta no coração das pessoas um desejo muito forte pela busca a Deus. É um som inovador com muita adoração, onde também acontecem pregações desafiantes e empolgadas cheias de revelação da palavra e muita presença de Deus.



Fonte: Dolores Pimenta (Assessoria de Imprensa)

Falta pouco!

Vocês já devem estar ansiosos para saber quem foram os quarto felizardos que faturaram nosso kit de fim de ano, não é? Espere só mais um pouquinho e logo logo vamos revelar o nome dos ganhadores.

Para deixar todos ainda mais apreensivos, essa será a primeira notícia de 2011 no Gospel no Divã e como a gente sabe que ninguém acorda cedo depois de um réveillon, só iremos publicar o resultado a partir das 14h. Então, fique ligadinho aqui na gente e, enquanto não sai a resposta, que tal rever todos os prêmios que te aguardam hein? A gente se vê no ano que vem!

Um ano de mudanças

Por Rogério de Oliveira e Rafael Ramos

31.536.000 segundos, 525.600 minutos, 8.760 horas, 365 dias, 91 semanas, 12 meses, 1 ano de muitos acontecimentos que não vão deixar 2010 passar despercebido. Se o mundo mudou bastante, o que dizer então da música gospel que realmente surpreendeu e, graças ao esforço de profissionais e também da ajuda de Deus, conseguiu uma abertura e tanto. Afinal de contas, pela primeira vez teremos um artista gospel – Aline Barros – no Show da Virada da Rede Globo.

Bem... Aqui começamos a nossa Retrospectiva 2010 com tudo o que marcou neste ano tão especial. As coisas boas e também ruins estão aqui e você ajudou para que tudo isso acontecesse e como estamos falando de música... Nossa viagem no tempo começa com as gravadoras, afinal elas são...

As responsáveis pela mudança

Saímos de 2009 com a sensação de que foi um ano revolucionário para a música gospel aqui no Brasil. Mais que isso, que foi um ano que transformou para sempre toda a cultura gospel aqui nas terras tupiniquins. Eis que surge 2010 e como um furacão passou e deixou seu rastro mais que marcante. Por isso, sem querer não ter opinião própria, estamos saindo de 2010 com a mesma sensação: de que esse ano foi o ano das novidades e das movimentações para os evangélicos. Apesar de repetir a aparente constatação de 2009, temos a certeza de que 2010 foi mais modernista ainda do que o ano passado. Os meses desde janeiro até dezembro nos disseram a todo tempo que daqui pra frente, chega de amadorismo, chega de publicarmos a música gospel como coadjuvante.

A música gospel viveu em 2010 o que a bossa nova viveu nos anos 40, o que o jazz viveu na primeira metade dos anos 50 e o que o rock viveu em sua segunda metade. As gravadoras tiveram que se reinventar para poder chamar a atenção de seu velho público. A chegada de gravadoras multinacionais no mercado gospel nacional fez com que a postura de mercado de ambas aqui existentes mudasse por completo.

Nesse aspecto, destaca-se a entrada da Sony na música gospel brasileira. Originalmente a Sony é um selo musical norte americano e percebendo o frisson mercadológico no gênero cristão no Brasil, resolveu investir aqui e criou-se então a Sony Music Gospel. Para dirigir este departamento, ninguém menos que Maurício Soares. Esse publicitário-editor-executivo-antenado já passou pela MK Music, pioneira aqui no Brasil, alavancou a Graça Music durante um tempo e teve a missão de consolidar a Sony Gospel no mercado. Logo quando a Sony Gospel deu início às suas atividades, as outras gravadores ficaram observando ansiosas o que aconteceria a partir de então. A MK ficou mais ativa nas redes sociais, grande fenômeno interativo de 2010. A Graça Music passa a lançar uma série de promoções na internet e a contratar cada vez mais artistas para seu cast. A Line Records troca de liderança a fim de encarar essa nova fase marcada pela presença real da concorrência.


A Sony fez a contratação de nomes conhecidos como Leonardo Gonçalves, Renascer Praise, Marcus Salles, Rayssa e Ravel; dentre outros. Era preciso dar início no mercado com potencial de concorrência formado. E funcionou: o álbum Andando sobre as águas do Renascer Praise foi feito sob uma super produção e com uma fotografia impecável. O CD já é disco de ouro. O novo CD de Leonardo Gonçalves que se chama Avinu Malkenu todo em hebraico, teve uma boa aceitação inclusive entre o público aqui no Brasil. Muito disso se deve a experiente estratégia da Sony em lidar com a fonografia há anos.
“O ano de 2010, sem dúvida, ficará marcado na história do mercado de música gospel como o momento da grande mudança. Com a entrada de novos players como Sony Music e Som Livre. Definitivamente um novo horizonte surgiu no mercado que há alguns anos encontrava-se bastante estagnado. A chegada das novas gravadoras, em especial da Sony Music, proporcionou uma significativa ampliação da capacidade de divulgação, distribuição e a inserção da música gospel no novo mercado digital”
Mauricio Soares, diretor executivo Sony Music Gospel
Junto com a chegada da Sony, houve a criação do primeiro reality show gospel da história. Trata-se do Desafio da música gospel em que calouros da música tinham que disputar a preferência de jurados e do público a fim de ganhar um contrato com a gravadora multinacional. Talvez por ter pecado em divulgação ou por adotar uma fórmula desgastada, o programa não obteve a repercussão que precisava e acabou não sendo um sucesso.

Este ano não se resume apenas na Sony, mas também nas suas concorrentes que fazem parte deste show chamado mercado gospel de música. A Line Records passou por mudanças na liderança a fim de conseguir engrenar e evidenciar seu potencial neste mercado em crescente demanda.

Vamos falar de Graça Music. Essa gravadora possui uma vantagem que as outras não têm: é filiada à Igreja Internacional da Graça de Deus. Isso é bom, pois garante um público certo e fiel na hora de divulgar seus trabalhos. Uma das características deste ano de 2010 foi a dança das cadeiras dos artistas. Entraram na Graça, dentre os nomes mais importantes, o Ministério Trazendo a Arca e a cantora Soraya Moraes. A gravadora de R. R. Soares investiu pesado em clipes, está ativa na internet e nas redes sociais lançando promoções e se mostra atenta para com as tendências mercadológicas na qual o gospel vai tomando. Um de seus álbuns lançados neste ano foi o Minhas canções de André Valadão, mostrando um pop jamais visto na música cristã: já está na terceira tiragem e vendeu mais de 150 mil cópias. A gravadora também é impulsionada pela RIT TV, o canal de TV da Igreja da Graça. Nele, há clipes de seus artistas, programas que ajudam a promover seus produtos e tudo mais. Recentemente, o selo da Graça lançou também uma distribuidora de filmes aqui no Brasil e tem dado certo.
“Não temos fórmulas mágicas, discursos cheios de ‘guere-guere’ ou promessas vazias... Trabalhamos com a verdade, com o que é possível e com transparência. O resultado foi a chegada de nomes importantes, como Soraya Moraes, Trazendo a Arca, Chris Durán e, mais recentemente, Ministério Nova Jerusalém. Não fechamos apenas contratos. Firmamos alianças. A Graça Music é uma empresa muito além de números e já estamos com o nosso planejamento 2011 todo pronto, com cada etapa pensada e programada”
Ana Paula Porto, diretora Graça Music
A maior gravadora em tamanho de cast e a mais antiga com notoriedade em nossa música gospel é a MK Music. A empresa da família Oliveira segue firme lançando mais de um álbum por mês de seus artistas e este ano até ganhou o Grammy com o álbum Na extremidade de ninguém mais, ninguém menos que Marina de Oliveira. Este ano foi bom pra MK. Lançou um dos melhores CDs do ano, de acordo com muita gente e dentre eles, críticos da música – o CD Glória de Fernanda Brum que revelou ser o mais bem produzido da história da cantora. O DVD do ano também está por conta da MK: DDG – Experience dos veteranos do Oficina G3, digno de produção internacional. Não é questão de menosprezar a produção brasileira com esse elogio, mas nossa música gospel se mostra muito amadora as vezes. O ano passado quebrou um pouco disso e 2010 só fez consolidar essa tendência. Partindo daquilo que vimos acontecer neste ano, podemos sim dizer que a MK está muito bem estruturada no mercado e a concorrência fez muito menos cócegas do que pensávamos. Assim que chegar 2011, a gravadora já lança o CD de um de seus maiores nomes: Extraordinário amor de Deus de Aline Barros.

Outra prova do rebuliço que houve em 2010 em nossa música: a Som livre que contratou o Diante do Trono ano passado, este ano veio com força total com suas coletâneas; todas superando expectativas. A gravadora marcou presença na ExpoCristã e ajudou o DT a fazer de Barretos um lugar de festa evangélica. Levou para o horário nobre da Globo a música gospel. Vou até repetir isso: levou para o horário nobre da Globo a música gospel! Quer mais ou tá bom?! Destaque merecido para uma gravadora que tem crescido muito: a CanZion Brasil que nos presenteou com os trabalhos de nomes consagrados como Amy Grant e Switchfoot, além de abrir espaço para artistas como Adriana Cabral, Palavrantiga e Ministério Declararei. Super destaque também para uma distribuidora que está ganhando cada vez mais espaço: a Onimusic que com a parceria com o selo Kingsway está permitindo aos brasileiros que conheçam outros grandes nomes do gospel internacional como Delirious?, Tim Hughes e Matt Redman.

A Aliança Produções também mostrou solidificação e vem se firmando na música pentecostal com as contratações de Vanilda Bordieri e Célia Sakamoto e o lançamento da coletânea É demais de Elaine de Jesus, além do retorno de Luciano Manga às lojas e a distribuição do selo Comunhão e Adoração e do cantor Ronaldo Bezerra. A gravadora Alfa Music também mostrou sua força e nos presenteou com as contratações de nomes como Moisés Lopes, Abilio Varella e Jorginho de Xerém. Sem falar na Salluz que conseguiu sua primeira indicação ao Grammy Latino com o brilhante álbum Multiforme do não menos talentoso Paulo César Baruk que também conseguiu prestígio como produtor de vários artistas, inclusive do cast da Central Gospel que também mostrou amadurecimento ao longo desses meses.

As conquistas do mercado independente

Eles começaram com o sonho de poder levar sua voz às nações e com uma ajuda conseguiram gravar o primeiro álbum e mostraram sua cara no mercado. Muitos foram os nomes que se destacaram no mercado independente e um deles vem lá de Goiás e deve tudo ao Autor da vida: Léo Fonseca que lançou seu primeiro trabalho que contou com as participações de Neri Fonseca, Mariana Valadão, Chris Durán e Deigma Marques. A divulgação e a intensa caminhada do cantor lhe reservou uma grande surpresa no mês de novembro ao ser contratado pela já comentada CanZion Brasil.
“É inegável que o ano de 2010 foi um divisor de águas na minha vida e na vida do meu ministério. A cada dia vivi os planos do Senhor, andei pelos caminhos aplainados do nosso Amado Pai. Para mim o ano iniciou com o grande desafio de finalizar meu primeiro CD Autor da Vida que foi o início da concretização das promessas de Deus para minha vida. Ao longo desse ano já estivemos nos estados do Amazonas, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Maranhão e o meu Goiás. Realmente nem olhos viram, nem ouvidos ouviram o que Deus tem preparado para nós, até aqui nos ajudou o Senhor e por isso estamos muito, mais muito mesmo, mais do que alegres, porque aquele que começou a boa obra em nossas vidas e é fiel para completá-la”
Léo Fonseca
A galera que vive no MySpace e no Palco MP3 também percebeu que o lugar é o celeiro perfeito para descobrir gente nova e foi ali que pudemos conhecer muitas bandas ecléticas como NS-Thea, HB 111, PinGODagua, A Mosca Branca e muitas outras. Também conhecemos a nova noz do gospel teen: Larissa K que teve seu primeiro trabalho produzido por Emerson Pinheiro. Os cantores conhecidos por fazer back-vocal também foram para frente do palco como Sula Maia que mostrou seu talento com o CD Promessa.

Outra duas bandas que vimos crescer e aparecer nesse meio foram a turma do Central 7 que chegou em 2010 com o CD Alerta e os meninos da Ponto 7 que gravaram seu primeiro clipe com qualidade profissional. O pessoal da Aeroilis também fez bonito esse ano com a chegada do álbum Nada mais além que foi disponibilizado para download no site oficial dos meninos:
“O número de downloads foram muito acima das nossas expectativas. tivemos inclusive um pequeno problema com o nosso servidor por causa tráfego de banda, que foi muito acima do limite máximo do plano. Estamos lançando o disco físico não no formato convencional de CD, mas em SMD que roda em qualquer aparelho de CD, porém com o custo de R$5”
Raphael Campos, vocalista da Banda Aeroilis
Produções caprichadas

A música gospel também mostrou seu profissionalismo quando o assunto foi a produção de grandes eventos e de produtos fonográficos. Se antes um CD evangélico era visto como algo mal feito, o mesmo não se pode dizer dos atuais produtos que chegaram às prateleiras das lojas. O que só poderia ser adquirido naquelas lojinhas evangélicas muitas vezes pequenas foi parar nos grandes departamentos de atacado e varejo. Um exemplo foi a Line Records que, em parceria com a Casa & Vídeo, lançou o terceiro volume da coletânea As melhores da Line Records que desbancou até os favoritos Bruno & Marrone e Skank em apenas uma semana.


Por falar na Line, um CD que gerou grande expectativa foi o álbum Família, primeiro trabalho só de inéditas de Regis Danese depois do fenômeno Faz um milagre em mim. Afinal de contas, estamos falando de um CD que gerou um fenômeno como há muito não se via desde o celebrado Com muito louvor de Cassiane. E Regis mostrou mais uma vez que tem o dom de fazer sucesso: o novo trabalho superou a marca de 40 mil cópias em menos de três meses.

A MK também mostrou sua grandiosidade neste ano. Apesar da (quase) eterna espera, o elogiadíssimo DVD DDG Experience do Oficina G3 realmente impressionou já pelo encarte com jeito de pôster de filme hollywoodiano. Sem falar no Louvorzão 93 no qual a gravadora já tira de letra. Tal reconhecimento se confirmou com mais uma conquista no Grammy Latino que pôs a gravadora na extremidade da adoração.


Grandiosidade também pode se dizer da gravação do 13º trabalho da carreira do Diante do Trono em Barretos. O álbum Aleluia foi bastante esperado pelo público que conquistou Disco de Platina Duplo, totalizando quase 200.000 cópias depois de quase 3 meses do lançamento pela Som Livre e contou com as participações especiais de André Valadão e Ludmila Ferber e dos mais de 150 mil adoradores.


A Sony Music que acertou em cheio na contratação de Mauricio Soares também mostrou seu empenho em fazer de 2010 o ano da música gospel e abalou as estruturas do mercado e formou um cast invejável já por ter conseguido as três maiores representantes do louvor pentecostal: Cassiane, Elaine de Jesus e Damares. A gravadora também resgatou cantores que estavam quase caindo no esquecimento como Álvaro Tito e Nádia Santolli e nos presenteou com os novos trabalhos de Leonardo Gonçalves, DJ Alpiste e Resgate. Ah! Sem se esquecer da mega-produção que foi a gravação do Renascer Praise XVI. O povo realmente andou sobre as águas e lotou as imediações do Jardim da Independência em São Paulo.

Se o assunto são grandes eventos, a Salluz também não ficou devendo com os grandes concertos promovidos em São Paulo com o cast da gravadora e este também foi o ano em que o que não faltou foi artista internacional carimbando o passaporte rumo ao Brasil. Nomes como Michael W. Smith, Leeland, os lendários do Petra, Switchfoot e a nova queridinha do gospel internacional – Kerrie Roberts. E ao que tudo indica isso é só o começo já que se especula que mais artistas pousaram aqui no ano que vem.

E o que falar dos clipes? Foi-se o tempo em que clipe gospel era aquela coisa com o cantor em um cenário capenga com um pano escuro por trás, um microfone e alguns lances monótonos de câmera. A turma mostrou que sabe trabalhar bem e nos presenteou com produções impecáveis.

André Valadão, que mostrou sua faceta mais pop do que se podia imaginar, arrebentou com Até quando, com direção de Alex Passos. Apesar da fórmula antiga – clipe feito em uma boate – o vídeo já ultrapassou os mais de 372 mil acessos no YouTube.


Agora, um diretor que causou verdadeiro reboliço na produção gospel no áudio-visual atende pelo nome de Bruno Fioravanti. O diretor brasileiro que reside nos Estados Unidos seguiu em 2010 mostrando seu trabalho produzindo clipes de Paulo César Baruk, Nani Oliveira, Thiago Grulha, Felippe Abreu, Coral Resgate para a Vida e Elaine de Jesus. Mas o grande reconhecimento veio com Último ato de Hélvio Sodré que faturou três prêmios Press Award 2010 nas categorias Melhor videoclipe, Melhor fotografia e Melhor roteiro. O garoto não é fraco não...


Ultrapassando os limites do templo

Já era de se esperar que essas mudanças na música gospel não se restringissem apenas à imprensa evangélica e logo eles ganharam espaço na mídia secular. Quem imaginaria que a Vênus Platinada um dia abriria espaço para cantores gospel e logo no palco do Domingão do Faustão? E foi o que aconteceu no dia 27 de junho quando Fernanda Brum e Aline Barros pisaram juntas no palco da atração e levaram uma mensagem de fé para o público (mais um ponto para o pioneirismo da MK).


E não parou por aí! Depois das cantoras foi a vez de Ana Paula Valadão e o Diante do Trono baterem ponto no Domingão e emocionarem o público com os sucessos Preciso de Ti e Tempo de festa. Ludmila Ferber, que lançou uma coletânea pela Som Livre, também esteve na atração e entrou ao som de Nunca pare de lutar e ainda presenteou a plateia em um dueto com o Padre Fábio de Melo na canção Os sonhos de Deus.

Claro que não poderíamos deixar de falar de Regis Danese que também foi um que marcou presença na telinha e, por falar em artista Line Records, o programa Balanço Geral, apresentado por Wagner Montes na Record Rio, foi o programa mais visitado por artistas gospel e teve a presença de Michelle Nascimento, J. Neto, Robinson Monteiro e Catedral. Cristina Mel também esteve na Record marcando ponto no Programa do Gugu.

Só que alguns não se contentaram em apenas parar na TV como resolveram assumir a direção de uma emissora. Apesar de ficar apenas alguns meses ao lado do amigo Alex Passos, André Valadão mostrou competência quando assumiu a direção da Rede Super mesmo com um ano bastante agitado com a Turnê Fé e uma viagem ao Japão com o Missionário R. R. Soares.
“Estar à frente da Rede Super de Televisão, o canal da Igreja Batista da Lagoinha, foi um grande privilégio, uma grande responsabilidade e também uma ótima oportunidade para contribuir ainda mais para a obra que o Senhor tem nos confiado. A Rede Super vem vivendo um novo tempo de reformulação da grade de programação, uma nova marca, e claro, novas perspectivas. Os desafios foram, e tenho certeza, são muitos. Mas em todo tempo, buscamos a dependência no Senhor”
André Valadão
Notícias nem tão boas assim

Nem só de coisa boa que o quadro da música gospel foi pintado. Houve momentos que deixaram (e muito) a desejar e alguns que de certa forma pegaram os fãs de surpresa como a dissolução do Delirious? que fez seu último registro em show imperdível e a saída de Darlene Zschech do Hillsong depois de 25 anos a frente de um dos mais aclamados ministérios de louvor que influenciou muitos adoradores no Brasil e no mundo.

No Brasil, a notícia do afastamento de Davi Silva do Ministério Casa de Davi também pegou muitos de sobressalto. No dia 12 de abril, junto com Mike Shea, Davi veio a público se retratar pelas mentiras que praticava em certos testemunhos – isso como ministro e um dos líderes da Casa de Davi. Se não bastasse, tivemos que conviver com o cancelamento do Troféu Talento, a maior premiação do gospel nacional. Com um atraso sem explicação, tivemos que nos contentar com a seguinte “desculpa”: o prêmio foi cancelado por motivos de força maior e agora até o site saiu do ar. O fato causou revolta no público, principalmente na Comunidade Oficial no Orkut.

Com a falta do Troféu Talento, outras premiações começaram a pipocar no meio. Quem conhece as famosas Terra Listas que fizeram uma votação bem democrática entre os internautas, mas também aconteceu o Troféu Melhores do Ano 2010 que pecou pelo amadorismo e pela falta de divulgação. Vão ter que se esforçar muito para receber o título de substituto do TT.

E por falar em amadorismo, o que foi o Desafio da Música Gospel? O programa que chegou com a proposta de ser a versão gospel do Ídolos realmente decepcionou. Redução de horário, produção capenga, jurados que não deixavam claro o critério para avaliação, candidatos que mereciam estar na final e foram desclassificados. A mídia gospel também sofreu já que o site ou mídias sociais do programa não tinham qualquer atualização. Resta saber qual será o destino da vencedora Quésia Luz.

Combatentes do bom combate

Dizem que saudade é uma palavra do português que não tem tradução para outro idioma. É possível expressá-la com várias palavras, mas não como aqui: apenas com uma palavra que traduz um vazio deixado por aquilo que não está mais preenchendo seu devido lugar.

O ano de 2010 foi um ano que deixou saudades pelo que aconteceu de bom e também foi um ano que provocou saudades por aqueles que partiram e nos deixaram aqui com um vazio no coração. Que bom que somos amigos de Jesus e Ele tem o formato certo desse vazio. Mas e a saudade, como é que fica?

O Gospel no Divã quer homenagear e honrar nesta retrospectiva alguns nomes da música/cultura gospel brasileira e internacional que se foram em 2010. Foram para aquele lugar em que todos ainda iremos. Uma homenagem a alguém que já se foi desta terra não se completa pelo fato da partida, mas por todas as obras feitas em vida, pela contribuição ao evangelho e pela arte deixada aqui e que jamais será esquecida.

Em fevereiro a música gospel chorou pela partida do Pastor José Santos, dirigente da Assembleia de Deus da Penha, devido a um infarto fulminante. A morte do pastor causou comoção a todos que o conhecia. O trabalho dele frente à Igreja Assembleia jamais será esquecido por seus membros e amigos e os resquícios daquilo que o pastor José Santos fez estará lá na igreja até Jesus voltar.

A cantora Eyshila, que é nora do pastor, gravou uma homenagem a ele em seu CD Nada pode calar um adorador, mais precisamente na faixa Pastor. Nesta canção, ela conta com a participação de Fernanda Brum, Jozyanne, Cristina Mel, Wilian Nascimento, Marquinhos Menezes e Lilian, Cleyde Jane, Thiago Fersyl, Marcus Salles, Jairo Bonfim, Emerson Pinheiro, Liz Lanne e Matheus e Lucas, filhos da cantora. O pastor irá deixar saudade. Um pequeno trecho da letra gravada por Eyshila diz o seguinte: “Sua história é um exemplo pra mim / O seu testemunho tem me aproximado de Deus / Se eu viver mais de oitenta anos quero ser / Como você, pastor”.


Nós cristãos não devemos encarar a morte como algo que se assemelha com tragédia, temos a esperança da Glória. E ainda se passarmos pelas extremidades desta situação, sairemos consolados pelo Espírito Santo. Assim foi com a Famíla Oliveira este ano. Ainda em fevereiro, vimos aqui mesmo pelo Gospel no Divã o choro de um dos maiores nomes do gospel brasileiro – Marina de Oliveira, e toda sua família. Uma das maiores gravadoras do país, a MK Music, esteve de luto e diversos ministros de todos os cantos do Brasil prestaram suas homenagens.

Benoni Assis Vieira de Oliveira, de 45 anos, e Sérgio Ribeiro de Menezes, de 44 foram passear de ultraleve pela última vez. Um acidente fez com eles dessem adeus ao nosso plano terreno. O acontecimento ficou exposto em vários sites de notícia do meio gospel e secular. O Brasil e aqueles que acompanham o trabalho de Marina e da MK expressaram palavras de conforto em suas redes sociais. Sérgio era casado com Marina de Oliveira e responsável por diversas capas de álbuns produzidos pela MK. Os bombeiros foram avisados do acidente e um helicóptero do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) da Lagoa foi acionado para tentar resgatá-los. Não foi suficiente.

Semanas depois, Marina de Oliveira lançou o CD Na extremidade, um álbum que traz letras fortes e que encoraja aqueles que passam por grandes tribulações. Esse álbum, que teve seu processo de produção finalizado em meio a tanta saudade foi ganhador o Grammy Latino em 2010 na categoria que premia álbuns do gênero cristão.


O ano de 2010 fez com que a vitalidade da fé da família Oliveira fosse lapidada de forma consequente. O publicitário Nelson Osório de Castro Neto, marido de Luiza Gerk – filha da cantora Marina de Oliveira, neta do deputado federal Arolde de Oliveira e de Yvelise de Oliveira – morreu após um acidente de moto. Jesus está no controle.

Os corações também ficaram apertados por causa do adeus dado por Ed Wilson, que era cantor e compositor. Em decorrência de um câncer, ele faleceu em Copacabana, no Rio de Janeiro. Como já foi dito, o legado que uma pessoa é capaz de nos deixar é o maior presente que se traduz da vida que passou por aqui. E se com a perda, a saudade insiste em mover nosso corações, isso significa que as lembranças são boas.

O legado do Ed, então, é o que há de mais oportuno em citar aqui: com a carreira iniciada nos anos 60, Ed Wilson marcou a música popular nos bons tempos da Jovem Guarda. No meio gospel, lançou vários álbuns e suas canções até hoje são lembradas por muitos cristãos e ele deixa um legado para a música brasileira em um contexto geral. Seja no meio secular ou gospel, o Brasil perdeu um grande artista.

Qualquer jornalista de hoje em dia que encontra toda essa variedade de acontecimentos dentro da música gospel precisa saber que todo um caminho foi percorrido até que tudo estivesse como está. Esse caminho foi trilhado por pessoas, que aos poucos, não darão mais notícias; nem tão pouco, manchetes em nossos destaques. As cortinas vão se fechando aos poucos e os últimos aplausos registram mais um momento de saudade.

Dois grandes precursores da música/cultura gospel no Brasil nos deixaram em 2010. O Pastor Josias Menezes comandou programas de rádio por mais de 30 anos, desde o fim da década de 50. Numa época em que não se lançava CD, não se divulgava o trabalho com tanta liberdade como hoje; num período em que o desafio não era vencer a pirataria, mas o preconceito contra a música evangélica. Ele ainda escreveu mais de 300 canções e gravou cerca de 100 hinos. Deixou esposa, duas filhas e três netos. Sua composição mais famosa é O rosto de Cristo, conhecidíssima na voz de Nelson Ned.

Outro adeus foi daquele que nos presenteou com canções como O Deus que vê e Eu sou, do CD Verdadeiro amigo do cantor Erlon. Olhem isso: Te conhecia só de ouvir falar também é dele. Sua última música foi Minha fortaleza do CD Acredito, lançamento da cantora Priscila Christensen. Desta vez estamos falando do Bispo Renato Maduro que foi importante para a história da nossa música e certamente sua contribuição pode ser vista nos dias de hoje.

Quem também chorou este ano e teve sua voz embargada foram os integrantes do Voz da Verdade com a perda da vocalista Lilian Ferrão que faleceu em decorrência de uma doença incurável que a foi matando aos poucos atrofiando nervos e músculos com dores insuportáveis. A única saída seria um transplante de fígado, mas o quadro foi se agravando que a levou a morte devido a uma parada cardíaca. Lilian deixou dois filhos – Andrey e Dhara – e uma enorme saudade.

A música internacional também teve seu momento de experimentar a saudade neste ano de 2010. Na Califórnia, o cantor norte-americano Walter Hawkins nos deixou assim sem saber o que dizer sobre ele. A falta de palavras era compensada com as lágrimas nos olhos de seus admiradores e por lamentáveis notas de falecimento em diversos sites sobre este meio.

Foi considerado o melhor cantor gospel pelo Grammy de 1980. O pastor, que também era fundador da Igreja Love Center em Oakland, era conhecido por sua canção The Lord’s Prayer. Durante sua trajetória, iniciada em 1972 com o álbum Do your best, Hawkins recebeu nove indicações ao Grammy nos anos 80 quando começou a gravar discos. Love Alive IV, álbum lançado em 1990, permaneceu 33 semanas na parada de discos gospel da Billboard. Seu último trabalho foi A song in my heart, lançado em 2005. Ele tinha planos de gravar mais um CD para a série Love Alive ainda este ano. Hawkins deixou dois filhos, dois netos e um irmão – Edwin Hawkins – com quem fundou o Edwin Hawkins Singers onde produziu a canção Oh Happy Day!, um dos grandes sucessos que transcenderam o tempo e gerações.

Vamos aplaudir eles grandes nomes que se foram em 2010 e usar muito toda a obra que eles deixaram para louvar e engrandecer a Deus. Nos vemos na glória!

O que nos espera em 2011

É... Lá se vai um ano que sem dúvida vai deixar muitas saudades... Afinal, ninguém ficou parado em 2010. Além das danças das cadeiras que tivemos com artistas trocando de gravadoras e as saídas de Marcus Salles e Vinícius Mello do Quatro por Um e do Jó 42, respectivamente, esse ano foi emblemático para a música gospel no mercado nacional e internacional e já esperamos ansiosos pelo que 2011 nos promete. O que será que vem por aí?

Sem dúvida, uma nova gravação que irá mobilizar uma multidão para o Diante do Trono 14, sem falar nos vários projetos da Sony Music que são os DVDs de quase todo cast da gravadora. Com certeza teremos mais um Louvorzão 93 organizado pela turma da MK Music, além das já esperadas premiações que começam com o Grammy em Los Angeles no dia 13 de fevereiro. A CanZion já desponta com cinco indicados: Chris Tomlin, Amy Grant, David Crowder Band, Switchfoot, TobyMac e Sanctus Real. No dia 27 de maio temos o Premios Arpa que acontece em Miami promovido pela Academia Nacional de Música e Artes Cristãs®, primeira associação cristã a apoiar a música cristã em espanhol.

Já no Brasil, as apostas estão no Troféu Promessas que também luta para ser o sucessor do Troféu Talento e aguardamos pelo lançamento do CD de Brenda dos Santos, revelação da música gospel descoberta no palco do Raul Gil.

Independente de como for 2011, que possamos tomar como exemplo o testemunho de garra e coragem da cantora Bianca Toledo que vem desde outubro travando uma batalha contra um problema no intestino e segue lutando pela própria vida. Que assim como ela, você possa lutar contra os problemas e não desistir jamais. Oremos por Bianca para que possamos vê-la novamente abençoando vidas por onde passa e crer que em 2011 tudo se fará novo em nossa vida. Deus te abençoe!

30 de dezembro de 2010

Onde estão os ceifeiros?

Eu sou a tua resposta... Esse é o título do DVD do Ministério Ceifa que marca o começo da parceria de distribuição com a Onimusic que é formado por André Argente (voz e violão), Vinicius Oliveira (baixo), Rafael (bateria), Ledson (guitarra e vocal) e Erica Argente (vocal). Gravado em 02 de setembro na base sede JOCUM (Jovens Com Uma Missão) em Contagem/MG, o trabalho já está à venda nas melhores lojas de todo o Brasil. Falando sobre o nosso posicionamento diante de Deus e dos acontecimentos da humanidade, a mensagem principal do ministério é encorajar essa geração a ser a resposta de Deus aos perdidos.

A produção musical e direção ficaram por conta de André Argente e contou com participação especial do Pr. Massao Suguihara do Ministério Adoração e Adoradores no espontâneo Venha o Teu Reino. Adquira já esse produto e lembre-se de que “a ceara é grande e poucos são os ceifeiros”.


Fonte: Dolores Pimenta (Assessoria de Imprensa)

Comece o ano com Regis Danese


O primeiro dia de 2011 será totalmente dedicado à família. Regis Danese vai estar neste sábado (01/01) no Programa Raul Gil no SBT lançando o CD Família no tradicional quadro Eu e as Crianças. Danese que é pai de Brunno de 12 anos e da pequena Brenda de 1 ano e 9 meses cantou o hit Faz um milagre em mim ao lado da participante ide 5 anos. Marquem este dia na agenda de vocês e lembrem-se que o Programa Raul Gil começa a partir das 14h.

Fonte: Gisele Alves (Assessoria de Imprensa)

28 de dezembro de 2010

Hoje é o último dia da promoção

Você tem até hoje para participar de nossa promoção que vai sortear quatro kits com os melhores lançamentos de 2010. As grandes gravadoras do mercado gospel apoiaram o Gospel no Divã em mais uma promoção imperdível e temos uma novidade para vocês: a Onimusic acabou de aderir à promoção. Assim sobe para 09 o número de itens em cada kit e além dos que já mostramos (clique AQUI para ver outra vez), você também concorre ao CD Uma nova história – Edição especial de Fernandinho que contém a música bônus Faz chover e o álbum Emanuel que marca a estreia de Nívea Soares na gravadora.


O que? Você ainda não participou? Então não perca tempo! Clique em nosso banner ao lado e participe já! Deus o abençoe!

Herança é destaque

A análise do CD Herança, sexto trabalho de Jozyanne pela MK Music, foi noticiada nos sites da gravadora e da cantora. Agradecemos à equipe do Grupo MK de Comunicação e desejamos que venha um 2011 de bênçãos para todos vocês.


Destaque no site de Claudia Valente

A análise do CD Nascer de novo de Claudia Valente postada aqui no Gospel no Divã foi destaque no site oficial da cantora que foi idealizado pela equipe da Ton de Comunicação e Designer. Agradecemos a toda equipe da empresa, em especial à assessora Gisele Alves. Deus os abençoe!

24 de dezembro de 2010

Vinícius Melo deixa a banda Jó 42

A partir de 2011 os fãs da banda Jó 42 sentirão falta de um dos componentes. Seguindo uma direção dada por Deus, o cantor e vocalista Vinícius Melo continua no grupo até o dia 31 de dezembro e depois continua servindo a Deus como pastor da mocidade da Igreja Batista Getsêmani (Pastor Jorge Linhares) e cantor solo.

Vinícius foi um dos fundadores da banda ao lado de Harlley Cowboy e caminharam juntos por quase dez anos. A banda segue cumprindo agenda normalmente em todo o Brasil transmitindo a alegria e unção de sempre. Os demais integrantes – Thiago, Sanchez e Samuel Kblo – definem essa nova fase como um novo tempo para ambos e pedem a oração do Corpo de Cristo para que o nome dEle seja engrandecido através dos três ministérios: Banda Jó 42, Vinícius Melo e Igreja Batista Getsêmani.

Fonte: Elisandra Amâncio (Assessoria de Imprensa)

Vivendo a revolução do amor


Rafa, Matheus e Pedro Ortega... Os três irmãos (filhos do Pastor Gerson Ortega) conheceram o universo musical ainda bem pequenos e já mostravam aptidão com o violão (Rafa), o sax (Matheus) e a bateria (Pedro). Com o passar dos anos, o trio foi ampliando seus horizontes e, respondendo ao chamado de Deus em suas vidas, a Banda Ortegas lançou o CD Revolução do amor em 2010 pela Onimusic. O trabalho apresenta um pop-rock contextualizado para que jovens e adolescentes se levantem e vivam o verdadeiro amor de Cristo em meio à sociedade.
Esse desejo de espalhar o amor de Cristo tornou-se ainda mais forte depois do terremoto que atingiu o Haiti que comoveu o coração de Matheus Ortega que, junto com seu amigo Marcus Thieme, produziu o clipe da música Revolução do amor gravado em crioulo, no Haiti, com as participações de Matheus Ortega, jovens haitianos e direção de Alyson Montrezol. Revolisyon Lanmou (Revolução do amor), um reggae que lembra muito o som de Jack Johnson que diz assim em uma de suas estrofes: “O mundo se pergunta onde estava Deus / No desastre, sofrimento e na solidão? / Nós somos a resposta a este clamor / Ao dar a nossa vida e amar sem fim”. E então: será que você se dispõe a ser a resposta do clamor da humanidade?



Fonte: Dolores Pimenta (Assessoria de Imprensa)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...